Apresentação

Navegue pelo índice à direita para acessar todos os títulos e mande sua opinião por e-mail zinedevaneios@gmail.com.

domingo, 20 de junho de 2010

Fugitiva

04/05/2009

Logo que aprendi a andar, aprendi também a fugir.
Os primeiros passos se tornaram as primeiras investidas.
Fugia de tudo, de minha mãe, de meu pai, avó, parentes, todos.

Os anos se passaram e o habito de fugir não passou.
Quando criança, fugia de casa para nunca mais voltar
até que me encontravam e me traziam de volta.

Na adolescência eu me acostumei a fugir dos problemas, da realidade
Fugir de tudo que me pressionava, de decisões e situações difíceis.
Mas não havia mais ninguém para me encontrar e trazer de volta.

Nenhum comentário: