Apresentação

Navegue pelo índice à direita para acessar todos os títulos e mande sua opinião por e-mail zinedevaneios@gmail.com.

domingo, 20 de junho de 2010

Construção

01/11/2008

E novamente eu corro pra voce
Me aconchego em seu peito
Fechado.
Não posso vencer sua proteção
Os muros que voce construiu
são altos demais pra mim

Me aperto em seu peito
quase morro de fome
Com as migalhas que voce me dá
Não devia ser assim
Estou do lado de fora
Sem poder entrar,
Sem ter como passar.

Pular o muro,
a cerca
Abrir as portas
e as janelas

Matar a fome e a vontade
Juntar coragem e pular mais alto
que seus muros
e suas proteções tão fortes
Me aconchegar em seu peito
Aberto

Nenhum comentário: